segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

A morte, por si só, é uma piada pronta.


Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no
carro e no meio da tarde morre. Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve
lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,
quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para
estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer
da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora
de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e
penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,
a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,
caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,
começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte
costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o
sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não
acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase
nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão,
desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Conselho Rapido.

Preste atenção

Mas preste muita atenção.

Você nasceu sozinho, e vai morrer sozinho. Não tem o porque querer impressionar ninguém para almejar ao amor ou à adimiração de ninguém. Todas as pessoas vão te deixar para baixo quando você menos esperar, seja amigo, namoro ou até mesmo a sua família. Ninguém será sempre perfeito pronto para você, muito pelo contrário, a maioria vai querer te usar, e quando você não for mais útil, será descartado sem que seja pensado duas vezes.

Portanto, vê se coloca isso na sua cabeça. Viva a sua vida por você, e por ninguém mais. Afinal das contas, a única certeza que se tem é a da morte iminente. Então porque você gasta tempo com pessoas que lhe tratarão como descartável?

Seja o seu melhor sempre em tudo que fizer, ignore o julgamento daqueles que querem ser como você mas não tem a capacidade de manter a força de vontade que você tem. Escute aqueles que por hora são seus aliados, e não inimigos disfarçados.

Não tenha medo em amar nem errar, isso vai acontecer de qualquer forma, aprenda a não depender do seus amores nem levar isso como se fosse uma necessidade da qual você não consegue ser completo sem, e não deixe que os seus erros te coloquem para baixo, aprenda com cada um deles, se não será apenas tempo perdido.

Não se entregue totalmente a quem lhe trata como descartável. Fatidicamente se entregue à aquele que te dá valor acima de tudo, te ama incondicionalmente e que fará de tudo o possível mantendo a ética e moral para te ver bem, você mesmo, e se você não pensa que é esta pessoa, se torne.

Qualquer tempo que você dê para alguém é um tempo precioso, tenha noção de quem recebe e a quem você fornece este tempo.


Estude, trabalhe, almeje, lute e alcançe. Não desperdice: tempo, sentimentos, oportunidades.

Não há nenhum outro segredo para viver bem além deste.

Seguindo a risca estas linhas você evitará que lhe usem, que desperdice tempo, e que você se decepcione por causa de alguém. Não faça a sua felicidade depender de alguém que não seja você mesmo, jamais. Apenas lembrando destes conselhos, você verá que não há temporal que te afete, não há ninguém que lhe domine, não há tempo perdido e nem erros, apenas aprendizado e novas experiências e novas perspectivas.


Infelizmente eu sei que muitos do que lerão isso serão teimosos, achando que poderão evitar qualquer mal que foi mencionado aqui por ser "esperto de mais", se você acredita nisso, volte e leia este texto novamente quando estiver decepcionado ou correndo atrás de alguém, leia de novo e veja se entenda a mensagem.


domingo, 13 de novembro de 2016

Corpo e Alma

     A mente engana. Ela tenta fazer com que você permaneça cometendo os mesmos erros de sempre, imaginando que "Agora será diferente!", mas não será.
     O coração é justo, ele sabe quando algo está errado, e que necessita de mudanlas, siga ele. Em verdade, o coração é alma, e não de fato coração, pois coração é carne e é corpo, assim como a mente.

     O corpo é errado e a alma é justa. São duas divindades em uma só, uma laciva e outra pura. Corroborando para que você exista em um mundo de natureza complexa. Entenda.


     A pouco aprendi que o tempo é algo muito mais complexo, e você só sabe o que é o tempo por intuição, e não por definição. Como um rápido exemplo, pense no futuro. O futuro não existe, se não na sua mente, pois o tempo não é materia, nem energia, é algo imaginario. O presente não passa de infinitos pequenos instantes sobrepondo uns aos outros, por tanto, não há como medir um instante, e como é necessário um sobrepor o outro para que o próximo venha, os dois instantes tem que ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo, verificando então que não é matéria.
     O passado já não existe mais, não há volta para ele. O único passado que existe é uma recriação do que já aconteceu, seja pela sua mente ou por algum avanço tecnológico que lhe permita revisitar algum instante do passado, que acabou para dar vida ao novo.

     E aquele que vive, não vive no presente. Pois está sempre com a mente em idéias para um futuro prazeroso, ou revivendo momentos de glória do passado, pois lá é mais seguro e não tem a possibilidade de se machucar, pois outra função da natureza é evitar a dor e sentir o prazer.
     O imaginário dizendo que a felicidade estará no futuro, apenas para enganar a própria mente e corpo, deixando que o ego trabalhe a vontade para fazer o que quiser, enquanto não há a necessidade de temer o futuro, pois no imaginário temporal inexistente, o futuro é perfeito.
     Aquele que ousa viver o presente, aproveitando e compreendendo que cada instante é único e imensuravel, e é feliz o fazendo, não é enganado pelo ego nem pelo corpo. Pois este conseguiu consilhiar a alma e o corpo na união natural, e consegue a viver sem enroscos.



Leituras recomendadas sobre o assunto:

Pensamento - Pascal.
Livro das confissões - Santo Agostinho.
Aristoteles - Fisica, livro IV

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Futuristic Violence and Fancy Suits by David Wong.


There, right there is the difference between the heroes and the nobodies. The difference between people like you and people like me. People like me know that there is no magic. There is only the grind. Work looks like magic to those unwilling to do it. You say you’re not a hero? Heroes aren’t born. You just go out there and grind it out. You fail and you look foolish and you just keep grinding. There is nothing else. There is no ‘chosen one,’ there is no destiny, nobody wakes up one day and finds out they’re amazing at something. There’s just slamming your head into the wall, refusing to take no for an answer. Being relentless, until either the wall or your head breaks. You want to be a hero? You don’t have to make some grand decision. There’s no inspirational music, there’s no montage. You just don’t quit. You can lie to yourself, say that you never had a choice, that you weren’t cut out for this. But deep down, you’ll know. You’ll know that humans aren’t cut out for anything. We cut ourselves out. Slowly, with a rusty knife. Because, otherwise, here’s what’s going to happen: you’re going to die and you’re going to stand at the gates of judgment and you’re going to ask God what was the meaning of it all, and God will say, ‘I created the universe, you little shit. It was up to you to give it meaning.’